Segurança na moto

Segurança na moto: 6 pontos-chave para garanti-la ao pilotar

Na mesma medida em que o motociclista sente uma incrível liberdade ao pilotar sua máquina, existe um perigo constante a ser vencido: a alta exposição do corpo. Até mesmo em baixas velocidades, os acidentes podem causar danos irreversíveis. 

Estima-se que, somente em Santa Catarina, conforme dados da Polícia Rodoviária Federal, 40% dos acidentes registrados em 2019 apresentaram o envolvimento de motos. E mais, a maioria dos condutores que acabaram por falecer tinham entre 21 e 35 anos. 

Os dados são alarmantes. Diante disso, convidamos você, apaixonado pelo universo das duas rodas, a refletir conosco sobre algumas boas práticas que podem ser fundamentais para evitar ou amenizar uma situação de risco. Fique conosco até o final deste artigo. Vamos lá!?

Cheque sua moto sempre que quiser utilizá-la

Pneus, retrovisores, parafusos, e cabos, para dizer o mínimo, necessitam de vistoria diária. Com a trepidação natural, sentida ao rodar pelas vias da cidade, pode ser sim que algo saia fora dos padrões.

Fazer uma boa verificação antes de pilotar é uma ótima atitude, que pode ser a diferença que você precisa entre salvar-se ou não. 

Aliás!

Da mesma forma que os automóveis, as motos têm seus períodos de manutenção preventiva. Dê uma olhadinha nos prazos estabelecidos no manual do proprietário, faça suas anotações particulares e mantenha o controle. 

Ao começar a pilotar, preste atenção no trânsito como um todo

Conduzir qualquer tipo de veículo requer muita responsabilidade. Afinal, você não está lidando somente com as vidas daqueles que leva consigo, mas de todos os demais personagens do trânsito.

Tudo aquilo que possa ser uma distração deve ser evitado, especialmente no caso dos motociclistas. Fones de ouvido, por exemplo, são inimigos da audição, sentido fundamental para manter-se conectado a tudo o que ocorre ao seu redor.  Mas você já sabe disso, não é mesmo!?

Respeite as normas de trânsito

Nem precisamos lhe dizer que o Código de Trânsito Brasileiro que, aliás, sofreu uma modificação significativa há pouco tempo, está vigente sendo sua obrigação respeitá-lo.

As imprudências ocorrem, geralmente, porque os motociclistas desrespeitam as regras. As placas e semáforos organizam o trânsito, enquanto fazer manobras seguras e manter a distância são boas práticas de direção defensiva. 

Além disso, infelizmente, é bastante comum ver usuários de motos ultrapassarem de forma errada (pela direita) ou “costurarem” pelo trânsito. Além de perigosa, essa é uma infração considerada gravíssima.

Use capacete corretamente, assim como os acessórios de proteção

O capacete é item obrigatório e vital para motociclistas e caronas. Atente-se ao modelo! 

Os abertos são ótimos para refrescar, e só. Em uma situação onde exista um acidente, seus níveis de proteção são baixos.

O ideal é sempre usar capacetes fechados, reforçados e que estejam ajustados à sua cabeça. Experimente e verifique se há folgas no modelos escolhido e, de forma nenhuma, economize nesse item. Prefira os de viseira ampla, que permitam uma boa visualização das laterais. Além disso, outra dica é a cor: opte pelas claras, já que esquentam menos.

Luvas, óculos,calçados adequados, jaquetas impermeáveis e calças fortes também são acessórios amplamente recomendados para a segurança dos motociclistas, especialmente para os que utilizam o veículo para trabalhar.

Cuidado com as freadas e atente-se aos cruzamentos

Você já deve ter visto aquelas situações em que os condutores dos veículos passam por cruzamentos sem a menor atenção. É aí que está o grande problema. 

Olhe para todas as direções, reduza a velocidade e observe a sinalização. Há vias que serão preferenciais a você, outras não. E se no cruzamento em questão houver rotatória, lembre-se das regras de trânsito que você aprendeu antes de ser habilitado.

Mantenha-se fora dos pontos cegos dos veículos maiores

Essa é uma dica fundamental para segurança na moto!

 

Você tem noção de sua vulnerabilidade, não é!? Portanto, mostre-se aos outros motoristas, chame a atenção. Deixe o farol aceso, ainda que seja dia. Utilize roupas claras ou sinalizadas, especialmente à noite, e jamais fique escondido nos pontos cegos. 

Prevenção e direção defensiva nunca são exageros, quando falamos de segurança na moto. Permita-se ser cauteloso e prudente. Por vezes, os motociclistas sentem-se envergonhados por adotarem boas práticas, mas isso está errado, pelo seu bem-estar e de todos os outros usuários do trânsito. 

Pense bem em tudo o que falamos aqui!

Ah, e não deixe de dar uma passadinha na Geração Yamaha, conheça os melhores modelos de motocicletas do mercado e faça de todos os seus caminhos grandes aventuras.

Deixe um comentário!

comentários