imagem de um piloto na estrada com sua moto para ilustrar conteudo que fala sobre dicas para a primeira viagem de moto

Viagem de moto para principiantes: um guia rápido e eficiente

Seu sonho é viajar Brasil afora, especialmente sobre duas rodas, e esse dia está quase chegando? Realmente, aventurar-se em uma viagem de moto é algo que todo ser humano deveria considerar como um objetivo de vida.

Somos suspeitos para falar isso? Com certeza! Porém, verdade seja dita, essa é uma das atividades mais prazerosas que alguém poderia experimentar.

Só que para sair por aí, ainda mais se você for principiante, não basta estar com a manutenção em dia e encher o tanque de combustível. Um piloto consciente planeja, avalia riscos, “prevê imprevistos” e organiza uma estrutura bastante completa para evitar dores de cabeça.

O bom de tudo é curtir a estrada, os lugares e as pessoas sabendo que no dia seguinte nada poderá dar errado ou lhe impedir de cumprir com seu objetivo.

Viajar de moto sozinho ou com um grupo

Acredite, fazer o planejamento considerando se você estará acompanhado ou sozinho faz muita diferença. 

Não podemos lhe dizer que uma situação é mais favorável do que a outra, pelo simples motivo de que suas expectativas não podem ser medidas por outra pessoa que não seja você mesmo.

No entanto, ainda que você esteja organizando a viagem de moto com um grupo, lembre-se que é necessário companheirismo e democracia. As opiniões de todos devem ser ouvidas e respeitadas, decisões unilaterais dividem e podem, até mesmo, desfazer laços.

Tenha um objetivo pré-estabelecido

Se a sua intenção é cumprir um longo percurso, com foco no destino, sem problemas. Programe-se para que tudo corra bem (e não esqueça que paradas para descanso são necessárias para eliminar riscos de acidentes).

No entanto, se a sua intenção é curtir cada quilômetro do caminho, então escolha uma rota que proporcione contemplação e diversão. Separe um orçamento apenas para esses momentos e não esqueça de registrá-los em fotos e vídeos. 

Na posteridade, você vai querer reviver essas lembranças!

Roteirize sua viagem de moto, para não ser pego de surpresa

Pesquise muito, principalmente se você não conhece o caminho. Dê uma olhada nos mapas, informe-se com conhecidos, busque dicas na internet e tenha o auxílio de aplicativos voltados para viajantes.

Um bom conselho é verificar quantos postos de combustível existem ao longo do trajeto, e tentar conhecer seus horários de atendimento. Se for necessário encher o tanque mais de uma vez, ter claras as possibilidades ajudará a eliminar o perigo de ficar na mão por falta de abastecimento.

Montando a bagagem para uma viagem de moto

Cada item que você resolver colocar em seu bagageiro ou levar nas costas precisa ser analisado. 

Comece a montar seu arsenal, dias antes de pegar a estrada. Pense em tudo o que você poderia precisar e evite levar excesso. 

Além de suas roupas, materiais de higiene e primeiros-socorros, programe-se com suprimentos e algumas ferramentas (existem alguns kits próprios para motos que valem a pena conferir).

Se a sua viagem for curta, uma mochila para viagem de moto basta. Caso contrário, lance mão dos baús.

Fator segurança é a chave para a uma viagem de moto bem-sucedida

Se tem uma palavra que não cabe aqui é economia. 

Capacete para viagem de moto, por exemplo, é um item estratégico. Quanto maior seu nível de proteção, mais garantido estará o seu bem-estar. O mesmo vale para as roupas, as luvas e, inclusive, os sapatos.

Mas, como saber? 

Busque indicações de motociclistas mais experientes. Não brinque com a sorte ao andar sobre duas rodas. É possível encontrar equipamentos bastante seguros, por preços justos no mercado.

Assim como os acessórios corretos, as paradas estratégicas também contribuem para uma viagem de moto segura. Cuidado com os acostamentos e com a alta velocidade. Além de tudo isso, tente planejar uma quantidade de horas na estrada que não comprometa suas capacidades de concentração e motora.

Não deixe de pensar nos custos

Até por isso, o planejamento requer antecedência. 

Combustível, pedágio, alimentação, hospedagem, manutenção (sim, é possível que ocorra), imprevistos e outros gastos mais supérfluos. Reserve limites financeiros para cada uma dessas situações.

E a revisão pré-viagem?

Bem, esse é um custo que você terá antes de viajar, então é uma opção sua elencá-lo neste orçamento ou não. Todavia, essa manutenção é obrigatória, caso você tenha o mínimo apreço pela experiência que gostaria de viver.

Aplicativo de viagem de moto: use a tecnologia ao seu favor

Algumas pessoas são resistentes, porém não adianta: existem soluções tecnológicas para quaisquer situações das nossas vidas. 

Selecione os aplicativos que fizerem sentido para você, desde aqueles de controle de custos até os que lhe ajudam a encontrar serviços em lugares desconhecidos. Isso irá facilitar muito toda a sua jornada.

_

Gostou das nossas dicas? Agora é hora de dar uma olhada na Geração Yamaha e escolher a motocicleta que será a sua companheira de aventuras. Topa!?

Deixe um comentário!

comentários